Paraná faz dois gols em dois minutos e vence o clássico Paratiba
06/10/2019 07:34 em Esportes

 

Deu Paraná Clube no Paratiba de número 103 da história.

O Tricolor pressionou o Coritiba já no começo da partida e fez dois gols, aos dez e doze minutos, na primeira etapa, e venceu por 2×0 na tarde deste sábado (5). Jenison de cabeça e Bruno Rodrigues, de pênalti, marcaram para os mandantes.

Com o resultado, o Paraná chegou aos 38 pontos, na sétima colocação, e ultrapassou o alviverde, com 37 pontos, na oitava posição. O Tricolor está a um ponto do G4, enquanto o Coritiba fica a dois pontos da zona de classificação à Série A.

O jogo

Como era esperado, pela importância dos três pontos para as duas equipes, o Paratiba começou muito lutado no meio de campo. A busca pela posse de bola era o principal objetivo dos jogadores.

E llogo aos dez minutos o Tricolor abriu o placar. Após belo cruzamento de Vitinho na esquerda, Jenison sobe atrás da zaga e cutuca para o fundo das redes do goleiro Rafael Martins. 1×0 Paraná.

O ímpeto do time comandado por Matheus Costa não diminuiu com a vantagem. Dois minutos depois, Jenison recebe do lateral Guilherme Santos e é derrubado por Sabino dentro da área. Pênalti para o Tricolor. Na cobrança, Bruno Rodrigues desloca o goleiro e amplia na Vila: 2×0 Paraná.

Os dois gols diminuíram o ritmo da partida. O Paraná trocava passes enquanto o Coritiba, nervoso, tentava chegar próximo à área do mandante mas errava muitos passes.

A grande desvantagem no placar fez com que a torcida coxa-branca, na área dos visitantes, começasse a brigar entre si. A Polícia Militar precisou apaziguar os ânimos com spray de pimenta e bombas de efeito moral.

Aos trinta e cinco minutos, o jogo fica paralisado após as duas ambulâncias da Vila atenderam a torcedores do Paraná e do Coritiba. Por isso, a partida ficou parada durante catorze minutos, até a chegada de um dos veículos.

Qautro minutos depois, outra paralisação. A representante da Federação paranaense pediu que a partida não voltasse a ser disputada enquanto um médico não chegasse ao estádio. Mais três minutos de parada na Vila. A partida chegou aos sessenta e cinco minutos, até o apito do árbitro.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!